BOM DIA AMOR!
Será melhor programar dias para o sexo?

BOM DIA AMOR!

bom dia amor

Bom dia amor! Vamos marcar na agenda a próxima noite como esta?

O que sentiria se o seu parceiro, ou parceira, lhe fizesse este pedido depois de uma noite de muito amor? Acharia estranho? Acha que o sexo deve ser espontâneo e não estar sujeito a dias e horas marcados?

Pois bem..

De acordo com um trabalho de investigação levado a cabo por uma universidade na Alemanha, que publicou os seus resultados na prestigiada revista científica The Journal of Sex Research, há muitos casais, hoje em dia,  que estão a ficar preguiçosos em relação ao sexo.

É a série televisiva, é a internet, é o sofá, são as redes sociais, é o cansaço, é aquele corpo que já conhecemos…

São muitas as razões que estão a gerar esta desmotivação. O estudo baseia-se nos diferentes graus de satisfação, a inibição e os traços de personalidade. E conclui que, em alguns casos, o sexo planeado pode trazer maiores graus de satisfação ao casal.

Este estudo fez-me pensar… Em contexto de acompanhamento de casais, o sexo com agenda pode ser uma abordagem terapêutica importante e que produz excelentes resultados. 

Mas numa situação dita normal, confesso que me fez pensar. Mas ao ler o artigo percebi, o alcance da solução.

Na verdade todos temos, hoje em dia, alguma dificuldade em ter tempo para nós, para os nossos filhos,  para as tarefas do dia a dia e, claro, tempo para dedicar à relação!  Mas alimentar as relações precisam de ser alimentadas. Precisamos de ter tempo para amar, para passear, para namorar, ou simplesmente para estar. Mas vamos deixando para trás… Vamos desvalorizando. E o erotismo vai-se perdendo…

E para grandes males… grandes remédios!

Por isso, se a sua relação está a ficar com muito pouco sexo e o prazer está a baixar a toda a velocidade, então já sabe! Peguem nas vossas agendas e reservem um tempinho para passear, para jantar, para namorar, para ir ao cinema e, claro, para alimentar a vossa intimidade.

O erotismo é um dos ingredientes mais  importantes numa relação e, nos dias que correm, confiar na espontaneidade pode não ser lá muito seguro…

Pelo menos é o que este estudo vem demonstrar: é necessário criar condições para que o amor naturalmente aconteça…

Deixe uma resposta

Close Menu