A NOSSA RELAÇÃO ESTÁ EM CRISE OU CHEGOU AO FIM?

A NOSSA RELAÇÃO ESTÁ EM CRISE OU CHEGOU AO FIM?

Todas as relações passam por momentos de crise. Mas há sinais que revelam, claramente, que o que está a acontecer é muito mais do que uma crise.

casamento em crise ou fim

Todos sabemos que uma coisa é uma crise e outra é um relacionamento que atingiu o seu prazo de validade. Mas nem sempre conseguimos distinguir o que está a passar-se, verdadeiramente, com a nossa relação. Será que a sua relação está em crise, ou chegou mesmo ao fim?

  • Como distinguir uma crise de uma rutura?

  • A que sinais devemos estar atentos?

  • Quais são as evidências de que a relação chegou ao fim?

Antigamente, as relações terminavam essencialmente por questões relacionadas com a infidelidade.

Hoje em dia, os desafios na vida de um casal são tantos e tão diversos, que as dificuldades sentidas nas relações têm mais a ver com a gestão de egos, com questões profissionais, com o exercício da parentalidade e com o stress do quotidiano do que propriamente com as infidelidades. 

É cada vez mais comum as pessoas separarem-se porque o projeto falhou, sem que para isso tenha que haver terceiras pessoas envolvidas e traições.

Isso faz com que a caminhada, a dois, nem sempre seja fácil.

Porém, para saber se a sua relação está em crise ou se chegou ao fim, há três sinais muito importantes a que deve prestar atenção, pois podem indicar que o sentimento mais importante já morreu e a rutura é inevitável.

 

Sinais não verbais

Há sinais fisiológicos que deixam muito claro que ele/a já não gosta de si e que, por isso a relação já não está em crise mas sim, chegou ao fim:

    • BEIJAR DE OLHOS ABERTOS Manter os olhos abertos enquanto beija, pode indicar um beijo falso ou sem emoção. Segundo Alexandre Monteiro especialista em linguagem corporal  “A visão absorve muita da atividade cerebral e, quando se quer sentir mais emoção, fecha-se os olhos para ter mais energia. Se for verdadeiro e sentido, o beijo é dado de olhos fechados.

    • SILÊNCIO À MESA – Quando um casal deixa de ter tema de conversa porque a crise na relação já está muito profunda, um dos sinais mais evidentes é deixar de falar à mesa. Pode acontecer também nos intervalos de um filme, numa viagem ou ao longo dos fins semana, quando estão mais tempo juntos.

    • ATRAVESSAR A RUA SEM AVISAR – Este é o  exemplo de um comportamento que, quando acontece repetidamente, pode revelar que não se preocupa em avisar o outro do que vai fazer. Este tipo de atitudes podem denunciar um estado de desacordo muito significativo entre o casal, falta de envolvimento emocional e problemas de conexão.

 

Sinais verbais

As palavras, as frases, as respostas, são também uma forma de saber se a sua relação está em crise, ou se chegou mesmo ao fim.

Para perceber se o amor acabou, responda de forma sincera a estas três perguntas: 

    • Gostam um do outro?

    • Existe carinho?

    • Apetece-lhes estar juntos?

Por incrível que pareça, muitos casais não dialogam sobre o que sentem nem falam sobre o que está a acontecer. 

Pode ser difícil, mas se a resposta a estas três perguntas for “Não”, então a sua relação não está em crise. A sua relação simplesmente acabou. 

Se a resposta for sim a alguma delas, então talvez valha a pena procurar ajuda

 

Outras evidências

Por incrível que pareça, ela até pode reclamar porque ele ressona e ele até pode ficar aborrecido com o barulho que ela faz quando sai do quarto. E tudo isso pode gerar acesas discussões. E tudo isso pode não significar que o amor chegou ao fim.

Detalhes do dia a dia que dantes quase nem eram notados podem, de repente, tornar-se um problema. Mas podemos isso pode ser apenas um sinal de crise.  

Já quando, com o passar do tempo, começa a haver uma certa repulsa de um em estar com o outro, quando a intimidade se torna um esforço ou quando voltar para casa ao final do dia é sinónimo de stress então, em princípio, o casal já não está em crise. Está em rutura. 

E, se assim for, não vale a pena insistir.

 

Apenas uma nota final…

As ruturas são muitas vezes evitadas quando as crises foram percebidas e ultrapassadas. 

Na verdade, as crises são inevitáveis e podem, até, fortalecer uma relação. Quando bem resolvidas, ajudam o casal a tornar-se mais íntimo, mais forte e mais feliz.

 Mas, para que isso acontece, é importante não as ignorar e, acima de tudo, investir em resolvê-las, no mento certo.

Por vezes a vida convida-nos a mudar de trajetória para podermos, no final, desfrutar de uma experiência muito mais rica e gratificante. É a isto que eu chamo “resolver uma crise”

Deixe uma resposta

Close Menu